quinta-feira, 2 de abril de 2015

A Singularidade de Ultron.


Depois de muito tempo eis que a Marvel decide trabalhar a sério com um evento envolvendo os personagens mais poderosos da casa das ideias, e de quebra trazendo de volta a sua maior ameaça, a inteligencia artificial criada por um protótipo que retorna mais avançada e ameaçadora do que nunca.



O roteirista Al Ewing apresenta uma trama bastante coesa focando o que seria o fim de tudo em um futuro distante. A humanidade foi extinguida, e os poucos sobreviventes foram escravizados pela singularidade de Ultron.

Nem mesmo os heróis mais poderosos da Terra poderão fazer frente perante a supremacia do vilão, portante o Dr. Destino utilizando o seu maquinário do tempo traz do passado sete Vingadores de diferentes períodos.


Este é um conto de HORROR, da COMPLETA SUBJUGAÇÃO DA RAÇA HUMANA.

O desenhista Alan Davis, em uma única página, concede uma importância ainda maior à trama de Ewing.


Pra piorar tudo, Ultron criou o seus próprios Vingadores, desnecessário dizer o quão avançado eles são.

Mas seria o Sr. Latveriano uma pessoa confiável a ponto de recrutar esses heróis pelo bem de todos? Como bem conhecemos Destino, ele sempre tem um propósito maior...

...ou para sumir de vez com esses Vingadores, Victor teria se aliado ao Ultron, do qual este ofereceria lugar no seu trono, uma oferta da qual Destino jamais recusaria.


Mas seria este o Dr. Destino que estamos acostumados a conhecer?

E qual segredo o sintozóide (filho de Ultron) teria com o Sr. da Latveria?


Por que, de repente, Destino acabaria se tornando alguém confiável?


Boa parte desses Vingadores não se conhecem, mas a versão feminina do Capitão América já possui uma familiaridade com alguns deles.


Alan Davis mostrando como se faz!


Ultron: O DEUS PAI!

Essa é sem sombra de duvidas a melhor revista dos Vingadores com uma qualidade da qual não se via durante muito tempo. Para os fãs entusiasmados com a sequencia da mega produção cinematográfica, esse é um caminho andado para conhecer melhor o vilão e os seus verdadeiros objetivos.












Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.